+55 48 3065 2473
Fale conosco : +55 48 3065 2473     contato@insiteambiental.com.br

AS 8 PROFISSÕES MAIS COTADAS PARA O MERCADO DE SUSTENTABILIDADE EM 2020 Notícias

27
jan

AS 8 PROFISSÕES MAIS COTADAS PARA O MERCADO DE SUSTENTABILIDADE EM 2020

A sustentabilidade é uma das áreas que mais cresce no mercado de trabalho. O aquecimento global, a poluição dos mares e as energias renováveis são os temas que mais ocupam a mídia todos os dias.  Essa mobilização internacional em torno desses temas está ligada diretamente às preocupações com a nossa sobrevivência no planeta nos próximos anos.  Esta frase parece um pouco trágica e apelativa, mas os dados ambientais demonstram os riscos que as gerações futuras estão correndo.

Esse cenário se reflete diretamente sobre o mercado de trabalho e faz com que as corporações busquem novos perfis profissionais que possam atender as demandas desta nova sociedade preocupada.

Selecionei neste artigo as 8 carreiras que, acredito, serão as mais demandadas pelo mercado de meio ambiente e sustentabilidade nos próximos 5 anos.

 

  1. ANALISTA DE SUSTENTABILIDADE CORPORATIVO

Este é o profissional do momento. Todas as corporações que já entenderam o quanto ações sustentáveis valorizam seus ativos, têm buscado estratégias para comunicar à sociedade das suas atividades e investimentos na proteção dos recursos naturais.

O principal documento utilizado nesta comunicação é o Relatório de Sustentabilidade (RS). O Analista de Sustentabilidade é o profissional que tem a responsabilidade de coletar e organizar todas as informações nas áreas econômica, social e ambiental para compor o RS. Esse profissional tem um impacto muito grande nas estratégias corporativas e na gestão dos stakeholders (partes interessadas) dessas empresas.  A demanda por este profissional tem crescido vertiginosamente nos últimos 5 anos.

 

  1. DIRETOR OU GERENTE DE SUSTENTABILIDADE EM UNIVERSIDADES

As entidades privadas de Ensino Superior são dirigidas, atualmente, como qualquer outra empresa de alta performance. Considerando que o produto principal dessas entidades é a profissionalização e difusão do conhecimento técnico, seus compromissos com a sustentabilidade afetam diretamente a sociedade. Sendo assim, a demanda por Coordenadores, Gerentes ou Diretores de Sustentabilidade em entidades de Ensino Superior deve crescer muito no Brasil nos próximos anos. Esses profissionais tem grandes desafios, fazendo permear por todos os cursos e treinamentos oferecidos por essas entidades, os conceitos mais modernos de sustentabilidade. Além disso, têm que buscar formas de reduzir os impactos (pegadas) de suas operações sobre os recursos ambientais e mostrar que contribuem para a redução de CO2, consumo de água, energia, resíduos, etc.

 

  1. ESPECIALISTA EM RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPORATIVA (RSC)

Todas as empresas querem e precisam de um Especialista em Responsabilidade Social Corporativa. O Starbucks tem. O Google também tem. Todas as grandes corporações já têm um Especialista em RSC para ajudá-las a melhorar suas relações com as comunidades nas quais atuam. Esses profissionais trabalham, no caso do Starbucks como exemplo, em toda a cadeia da produção do café buscando relações sociais equilibradas e práticas de produção mais sustentáveis. Eles são responsáveis por salvaguardar a imagem sustentável da empresa perante as comunidades que se envolvem no ciclo de vida de seus produtos.

As atribuições do Especialista em Responsabilidade Social Corporativa podem estar diluídas em outras áreas da empresa, mas a necessidade de ter um profissional focado nas relações com a cadeia produtiva de produtos ou serviços é fundamental.

 

  1. ANALISTA DE INVESTIMENTOS SUSTENTÁVEIS

As demandas no mercado de trabalho para este profissional são muito recentes. Na verdade, o mercado financeiro tem percebido a necessidade de entender esta linguagem da sustentabilidade há alguns anos. Mas, com criação dos Princípios do Equador, em 2002, as agências multilaterais e bancos, que financiam projetos de infraestrutura, passaram a avaliar e gerenciar os riscos socioambientais desses empreendimentos de forma estruturada e muito técnica. Atualmente, todos os grandes projetos com financiamentos internacionais são apoiados em padrões de sustentabilidade que minimizem os riscos desses investimentos. O Analista de Investimentos Sustentáveis é um dos profissionais que faz a avaliação desses riscos. São profissionais com grande conhecimento das regras do mercado financeiro e que têm base técnica para avaliar as questões ambientais e sociais de um projeto complexo.

Algumas grandes corporações contratam um Analista de Investimentos Sustentáveis para buscar opções de filantropia que tenham impactos positivos nas áreas social e ambiental.

 

  1. ESPECIALISTA EM CONSTRUÇÕES SUSTENTÁVEIS

O mercado de trabalho das construções sustentáveis é, sem dúvida nenhuma, uma das grandes oportunidades dos próximos anos para: arquitetos, engenheiros civis, planejadores urbanos, especialistas em energia, etc. Esses profissionais podem atuar em várias fases da construção de um edifício sustentável (green building): no projeto, construção e manutenção ou implementando estratégias de redução do consumo de energia, gestão de resíduos, gestão da água e esgoto, etc. As oportunidades de trabalho com as construções sustentáveis estão em alta e continuam crescendo.

O Green Building Council (GBC) lançou a certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design) na década de 90 e potencializou o movimento em prol da redução dos impactos ambientais na construção civil. A indústria abraçou o movimento. Atualmente, são mais de 3800 edifícios industriais ou destinados à administração de indústrias registrados, dos quais mais de 1600 já estão certificados. Dá para imaginar o quanto esta área movimenta a economia e cria oportunidades de trabalho.

 

  1. ESPECIALISTA NA GESTÃO DA ÁGUA

Como aponta a National Geographic, “os problemas de qualidade da água são abundantes e seu controle é um trabalho sustentável cada vez mais importante em todo o mundo”.

Muitos tipos de profissionais podem estar envolvidos na conservação da água. É necessário encontrar novas fontes de água ou maneiras de usar a água com mais eficiência. É preciso desenvolver processos industriais que usem menos água. Temos que projetar novos produtos que consumam menos água. O planejamento e educação ambiental são fundamentais para a conservação da água. A agricultura também tem que encontrar e usar tecnologias que façam uma gestão eficiente da água em suas operações. Até no paisagismo nas nossas comunidades precisam de um manejo adequado para redução do consumo de água.

Muitas formações podem se especializar neste tema, mas, principalmente os Engenheiros Hídricos, Civis, de Processo, Ambientais e profissionais das áreas agrícolas e florestais poderão desenvolver conhecimentos e competências de um Especialista na Gestão da Água.

 

  1. PESQUISADORES E ESPECIALISTAS EM AGRICULTURA SUSTENTÁVEL

A agricultura é, sem dúvida alguma, uma das áreas mais importantes para a manutenção do crescimento e desenvolvimento mundial. Os pesquisadores nas áreas agrícola e alimentar precisam desenvolver práticas e tecnologias agrícolas ecológicas que possam alimentar, de maneira sustentável, as populações mundiais em crescimento. O Especialista em Agricultura Sustentável também precisa encontrar novas fontes de energia baseadas em plantas e ajudar o setor agrícola a se adaptar às mudanças climáticas, disponibilidade de água e utilização de insumos e tecnologias mais naturais e menos agressiva aos recursos naturais.

Segundo o The College Board: “A maior parte do crescimento da demanda pelos Pesquisadores e Especialistas em Agricultura Sustentável será no setor privado. Também podem haver oportunidades na pesquisa de novas fontes de energia das plantas. A demanda por alimentos novos e mais seguros impulsionará o crescimento do mercado para esses profissionais.”

 

  1. ESPECIALISTA EM ENERGIAS RENOVÁVEIS

O setor de energias renováveis explodiu nos últimos 5 anos. A viabilidade econômica dos painéis fotovoltaicos e a instalação de fazendas eólicas em várias regiões do Brasil mudaram o cenário energético no país.

A matriz energética está se remodelando em todo o mundo e as consequências do uso dessas novas fontes são ainda de difícil entendimento para as sociedades. O mercado de carros elétricos está se consolidando. As novas baterias já são muito mais eficientes. Mas, ainda não conseguimos avaliar o legado da produção desses novos equipamentos. A Europa já começou a discutir o destino das enormes torres e pás eólicas no final dos seus ciclos de vida.

Com custos de energia mais baixos, a robotização e automação de processos também crescem vertiginosamente. De novo, ainda não sabemos claramente quais as consequências para os recursos naturais associadas a essa mudança de estratégia produtiva.

Os Especialistas em Energias Renováveis são profissionais indispensáveis para fazer a ponte entre essas novas fontes de energia e a nova sociedade. Na verdade, este profissional pode permear por muitas áreas que vão desde a pesquisa e estudos de novas fontes de energias, implantação de novas unidades produtoras (fotovoltaicas, eólicas, geotérmicas, etc) até a disposição final dos resíduos gerados por estas novas tecnologias.


A INSITE Ambiental é a única empresa do mercado que faz recolocação, aconselhamento de carreira e desenvolvimento profissional exclusivamente nas áreas ambiental, saúde e segurança e sustentabilidade. Oferecemos aos profissionais interessados em desenvolver estratégias de sustentabilidade nas empresas, uma imersão nos temas que definem esta visão corporativa moderna. O Programa de Sustentabilidade da INSITE tem foco nos aspectos práticos da gestão corporativa  para a sustentabilidade e permite que este novo profissional possa liderar estratégias avançadas em empresas de qualquer porte.
Para saber mais, envie uma mensagem no email: contato@insiteambiental.com.br

Crédito da Imagem: Pixabay
Autor: Rubens de Oliveira Jr. (Especialista Sênior em Meio Ambiente e Sustentabilidade)

 

INSITE Ambiental

Editor

No Comments

Deixe uma resposta

INSITE Ambiental Cidade Universitária Pedra Branca - Palhoça, SC • CEP 88137-086