+55 48 3065 2473
Fale conosco : +55 48 3065 2473     contato@insiteambiental.com.br

A ECONOMIA VERDE VAI GERAR 25,2 MILHÕES DE OPORTUNIDADES DE TRABALHO Notícias

13
mar

A ECONOMIA VERDE VAI GERAR 25,2 MILHÕES DE OPORTUNIDADES DE TRABALHO

Segundo a International Labour Organization, até 2030 serão 25,2 milhões de oportunidades de trabalho no mercado verde do mundo. 18 milhões destas vagas estarão associadas às QUESTÕES CLIMÁTICAS e ENERGIA . 6 milhões estarão relacionadas com a ECONOMIA CIRCULAR. Considerando que o Brasil tem perto de 10% do mercado ambiental mundial, serão 2,5 milhões de oportunidades até 2030, somente no nosso país.
Infelizmente, poucas escolas no Brasil têm antecipado este futuro e a oferta de formação técnica nestas áreas é ainda muito incipiente. Nossos cursos formam engenheiros ambientais, gestores ambientais, ecólogos, biólogos, químicos e outras categorias de profissionais que, potencialmente, se posicionam no mercado ambiental e de sustentabilidade. Mas falta aderência das grades curriculares com as tendências desses mercados. E, cada vez mais, encontramos profissionais tentando complementar suas formações de forma aleatória, sem uma estratégia definida. O resultado é uma lista extensa de cursos no currículo e pouco alinhamento para as funções que o mercado demanda.
Como consequência, encontramos um número muito grande de profissionais em busca de recolocação disparando seus perfis para todas as vagas que aparecem na rede. Muitas vezes, a aderência é quase nenhuma. Mas, o pensamento de que a estatística resolverá o problema, agrava esta situação. Os RHs, por sua vez, sofrem uma pressão enorme com suas caixas de emails lotadas por perfis desalinhados das vagas solicitadas. Pior, a lista enorme de cursos com títulos variados complica mais ainda a análise. É importante ressaltar que os profissionais de RH também não possuem (é óbvio!) a formação técnica na área ambiental para interpretar esses quebra-cabeças. Dá para imaginar o que acontece.
O processo é complexo, demorado e aumenta os custos de toda a cadeia de recrutamento e seleção. Mais pressão para os departamentos de RH! Na prática, os processos de recolocação nas áreas ambiental e de sustentabilidade tem altos custos para as empresas e, normalmente, demoram mais do que o normal. Além disso, dá para imaginar que as centenas ou milhares de perfis recebidos, não permitem que os RH`s retornem com algum resultado para todos os candidatos.

INSITE Ambiental

Editor

sustenable 2

ENQUANTO ISSO, NA SUÉCIA…

  • Posted By - INSITE Ambiental

No Comments

Deixe uma resposta

INSITE Ambiental Cidade Universitária Pedra Branca - Palhoça, SC • CEP 88137-086